.



A FOME NÃO TEM CARA , NÃO TEM MEDO.




Precisamos refletir a atuação dos inúmeros grupos sociais que vêm, na medida do possível, alimentando os moradores em situação de rua que passam fome pelas ruas do nosso Rio de Janeiro. A situação é de uma realidade atroz. A FOME NÃO TEM CARA E NÃO TEM MEDO. A sociedade já vive à beira da histeria coletiva e hoje nós já sentimos o medo de ir na esquina de nossa rua. Imagine se ninguém os alimentasse ou levasse um pouco de AMOR, de interesse pelo ser humano. O caos já estava próximo da gente, a violência, a fome, a dor, a marginalização, nesta pandemia não podemos não refletir sobre essas pessoas que vivem tão perto da gente e o que podemos Fazer para minimizar o caos que nos espreita. Seguimos nossa missão com resiliência e com as bençãos de Jesus Cristo , alimentando os invisíveis da sociedade e tentando nos proteger ao máximo possível, porque os nossos governantes não governam nessas camadas.

Pensem, parem e reflitam , em vez de criticar, se junte ao nosso exército do bem. Criticar é mais fácil que agir. Doar seu tempo para o próximo não é uma tarefa simples nem fácil, mas recompensadora. Precisamos da mobilização de todos.

(Texto João do bem )

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

.