.

Fé , Esperança e amor









Estas três palavras andavam um pouca perdidas entre nós. O presente já não era mais vivido, entrava em ação a palavra futuro, não que o planejamento de um futuro melhor fosse algo fora do contexto ou uma coisa de outro mundo, posto que faz parte de nosso cotidiano , mas de forma demasiada e descontrolada, viver de futuro atrapalha e atropela nosso presente.

O futuro empurra a palavra amor para o lado , e coloca em cena o desejo,  o  planejamento para  adquirir coisas, uma casa , um cargo melhor na empresa que você trabalha , um carro, fazer as melhores viagem, comprar a roupa da moda. Realmente tudo isso é algo tentador, a natureza humana  te conduz àquele lugar  de não valorizar o que já foi conquistado.

A ansiedade para conquistar coisas deixava em segundo plano o que realmente tem valor na família, assim, filhos e pais eram comprados com presentes como compensação pela ausência , a culpa  se instalava em meio ao caos trazido pela completa incerteza do  futuro. Numa corrida desenfreada pelas conquistas materiais ou pessoais , deixamos as bases estruturais de nossa vida soltas, e quando percebíamos já era tarde e nos deparávamos com filhos envolvidos nas drogas , matrimônios destruídos, pais esquecidos ou relegados aos cuidados integrais de terceiros.

A fé, já abalada pelas circunstâncias em que nos encontrávamos, não permitia que a esperança já não ecoava em nosso pensamentos , abrindo uma lacuna imensurável em nosso coração  para a entrada do mal.

As doenças da alma deste século então apareceram e se instalaram, mexendo nos porões  do nosso  subconsciente, trazendo à tona nossa fragilidade.

O futuro já não se faz tão importante, mesmo porque não podemos nem fazer planos concretos, não sabemos que caminhos o mundo tomará após estes tempos que estamos vivendo. Assim, toma o seu lugar o presente e as coisas que realmente importam: o amor e o cuidado consigo e com o próximo. Neste momento, as palavras “ FÉ , AMOR E ESPERANÇA  começam a tomar forma consistentemente e o futuro  respira com menos pulsação.

O que importa realmente para você hoje, agora, o seu presente ou o seu futuro? 

( Texto João do bem )

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

.

.

.